/ Notícias

Confira nossas notícias

Número de novas empresas cresce 4,3 por cento no Brasil em 2013

02 de Outubro, 2013

alt

De janeiro a agosto de 2013, foram criadas e passaram a funcionar 1.259.102 novas empresas no Brasil, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas. A quantidade equivale um avanço de 4,3% frente ao total de novas empresas surgidas durante o mesmo período de 2012 (1.206.355), sendo também maior que os totais registrados durante os mesmos meses de 2011 (1.137.030 novas empresas) e 2010 (973.188 novas empresas).

Conforme apontado pelo estudo, das 1.259.102 novas empresas criadas entre janeiro e agosto, 854.849 (67,1% do total) foram de Microempreendedores Individuais (MEIs), 155.121 (12,5% do total) foram de Empresas Individuais, 178.987 (14,3% do total) foram de Sociedades Limitadas e, por fim, 70.145 (6,1% do total) foram de empresas de outras naturezas jurídicas.

 

A quantidade de MEIs criadas (117.087) em agosto foi 4,6% menor do que a de julho (122.790), enquanto que as Empresas Individuais apresentaram um pequeno crescimento, de 2,3%. A quantidade de Sociedades Limitadas se manteve estável em relação ao mês anterior.

 

Entre as regiões, o Sudeste registrou o maior número de empresas abertas no período: 628.222 empresas, 49.9% do total. Em seguida aparece a Região Nordeste com 230.257 empresas (18,3% do total). Na Região Sul foram criadas 209.182 empresas nos primeiros oito meses de 2013 (16,6% do total) e no Centro-Oeste surgiram 121.845 empresas (9,7% do total). Por fim, houve a criação de 69.596 (5,5% do total) empresas na Região Norte no primeiro semestre deste ano.

 

A Região Nordeste registrou o maior aumento no nascimento de empresas durante os oito primeiros meses de 2013 na comparação com o mesmo período do ano passado (alta de 5,7%), seguida de Sul (com aumento de 5,4%), Centro-Oeste (com 4,2%), Sudeste (com 3,9% de crescimento) e Norte (1,7%).

 

O setor de serviços exibe a maior concentração do número de empresas criadas de janeiro a agosto: 626.232, representando 57,6% do total. Em seguida, foram abertas 351.050 empresas comerciais (32,5% do total) e, no setor industrial, surgiram 88.823 empresas (8,2% do total) neste mesmo período.

Ao longo destes últimos quatro anos, tem crescido a participação das empresas de serviços no total de empresas que nascem no país. Esta participação aumentou 4,6 pontos percentuais entre os oito primeiros meses de 2010 (53,0% do total) e o mesmo período de 2013 (57,6% do total). Por outro lado, a participação do setor comercial de empresas que surgem no país tem recuado nestes últimos anos (de 32,9% entre janeiro e agosto de 2012 para 32,5% no mesmo período de 2013), ao passo que a participação das novas empresas industriais vem se mantendo estável, variando pouco - de 8,5% em 2010 para 8,2% em 2013.

 

De acordo com os economistas  da Serasa Experian, mesmo com a atividade econômica fraca e a inflação alta ao longo de todo o período, os empresários de micro e pequenas empresas continuam confiantes em abrir seu próprio negócio. A estatística de nascimento de empresas desses portes é crescente, incluindo os MEIs, que são mais da metade dos novos empreendimentos

Fonte: Economia SC

Foto: Divulgação