/ Notícias

Confira nossas notícias

Laser ganha espaço na manufatura, inclusive na usinagem

27 de Maio, 2014

Cada vez mais o uso do laser se populariza na manufatura, seja no corte de materiais, gravação, medição etc. A redução do custo da tecnologia contribuiu para a conquista de maior espaço, mas o desenvolvimento de novas aplicações também tem sido fundamental, como é o caso da manufatura aditiva de metais por sinterização a laser. Outra novidade com potencial para ganhar espaço no chão de fábrica é a usinagem a laser.

 

Não parece haver ainda uma definição clara sobre o que é usinagem a laser. Para Wagner Rossi, pesquisador do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), usinagem a laser é um termo genérico para designar atividades de corte de chapas, furação, recobrimento, tratamento térmico, recuperação de moldes, pás de turbinas, processo de prototipagem rápida pelo método aditivo. Na visão de Valter Melo, diretor de Vendas da Prima Power, o termo não é tão genérico e corte de chapas ou marcação a laser não deveriam ser classificados como usinagem. Ele lembra que no processo de marcação a laser há remoção significativa de material, mas não o suficiente para modelar a peça.

 

Obviamente esta indefinição não impede a tecnologia de avançar e conquistar espaço crescente em vários segmentos, particularmente na furação de materiais, na produção de micropeças, na microusinagem de precisão, gravação de peças, assim como na produção de microcanais e ranhuras em peças, texturização, entre outras aplicações.

 

Fonte: Usinagem Brasil